Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

tvPRIME

Top 10 | Melhores Filmes de 2016

top-10-banner.jpg

 

Eis a lista dos filmes que mais gostei em 2016 – um ano em que o número de filmes vistos foi bastante inferior a anos anteriores (111) – e que ficaram reservados num cantinho especial.

 

A lista não está organizada por preferência, mas sim por ordem de visualização. O trailer está disponivel ao clicar na imagem do filme. 

 

'The Eyes of My Mother'

eyes-of-my-mother.jpg

Um filme poderoso sobre o isolamento (e as suas consequências emocionais e morais), que conta com uma estreia de peso por parte da actriz portuguesa Kika Magalhães. Este marca também a estreia do cineasta Nicolas Pesce, que escreveu, editou e realizou este projecto.

 

 

'Kubo and the Two Strings'

kubo-and-the-two-strings.jpg

 Mais um excelente projecto dos estúdios de animação Laika, que anteriormente nos trouxe os maravilhosos 'Coraline', 'ParaNorman' e 'The Boxtrolls'. Este revela uma maturidade superior aos filmes anteriores, numa história épica sobre coragem, amor e magia, tornando-se facilmente num dos melhores filmes de animação de 2016.

 

 

'Arrival'

arrival.jpg 

Depois de filmes como 'Prisoners' e 'Sicario', que afirmam Denis Villeneuve como um dos melhores realizadores da actualidade, surge 'Arrival', um projecto de ficção científica que foge aos clichés que habitualmente estão presentes no género. Um filme que revela uma inteligência e um deslumbramento pouco comum, que nos acompanha muito depois da sua visualização.

 

 

'Don't Breathe'

dont-breathe.jpg

Depois do fantástico remake de 'Evil Dead', criou-se bastante expectativa relativamente ao próximo filme de Fede Álvarez, 'Don't Breathe'. Este revela-se como mais um triunfo para o cineasta, que a partir de uma premissa bastante simples consegue criar um ambiente de tensão permanente, percorrendo ao mesmo tempo caminhos menos usuais neste género de filme.

 

 

'Midnight Special'

midnight-special.jpg

O novo filme de Jeff Nichols ('Take Shelter', 'Mud'), é um thriller que mistura de forma perfeita diferentes elementos, que vão do road movie à ficção científica, com pitadas de religião. Um projecto que nos faz recordar a magia de Steven Spielberg nos anos 70 e 80, ao mesmo tempo que se destaca como algo muito próprio.

 

 


'The Witch'

witch.jpg 

Um filme propositadamente discreto, arrepiante e desagradável, que prova que o medo é mais eficaz com o que não vemos. Uma experiência que evita os sustos fáceis, usando a natureza como principal meio de tensão. Este é o primeiro projecto escrito e realizado por Robert Eggers, que iniciou a sua carreira como designer de produção – algo que é bastante visível na excelente edição e fotografia de 'The Witch'.

 

 

'The Invitation'

invitation.jpg 

Este thriller exige alguma paciência, devido a um desenrolar bastante lento de eventos – algo que poderá afastar os mais impacientes – mas, no final, compensa e muito. Um filme com uma atmosfera e uma inteligência pouco usual, focando-se nas emoções e interacções entre as personagens, evitando revelações óbvias e desnecessárias. 

 

 


'Deadpool'

deadpool.jpg

Depois de uma primeira aparição em 'X-Men Origins: Wolverine', que deixou muito a desejar, surge finalmente o filme exclusivamente dedicado a este anti-herói. Tal como na banda desenhada, 'Deadpool' é um filme irreverente, sangrento, que apresenta um (bem vindo) twist no género dos super-heróis. 

 

 


'Anomalisa'

anomalisa.jpg

Este segundo filme realizado e escrito por Charlie Kaufman – mais conhecido pelos argumentos de filmes como 'Being John Malkovich', 'Adaptation' ou 'Eternal Sunshine of the Spotless Mind' – consegue atingir uma grandiosidade artistica dificil de encontrar. 'Anomalisa' é um filme de animação com um coração enorme, que explora a intolerável solidão da existência humana.

 

 

'The Revenant'

revenant.jpg

'The Revenant' é uma história penosa de sobrevivência, onde o poder selvagem da vingança se destaca. Um conto ambicioso, que tem como pano de fundo a natureza e os desafios que a mesma representa.
Este deu a possibilidade a Leonardo DiCaprio de vencer o tão desejado Óscar de Melhor Actor, depois de ter sido nomeado por quatro vezes nesta categoria.