Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

tvPRIME

O que os críticos dizem de 'Wonder Woman'

wonder-woman-banner.jpg

 

Agora que os críticos já podem publicar os seus textos sobre 'Wonder Woman', verifica-se uma generalidade de opiniões bastante positivas – neste momento tem uma pontuação de 97% no site Rotten Tomatoes – num filme que marca um passo importante para o Universo Cinematográfico DC.

 

Depois da fraca recepção de 'Batman v Superman: Dawn of Justice' e 'Suicide Squad', 'Wonder Woman' poderá ser o filme que dá a tão desejada volta de 180º.

 

Kelly Lawler (USA Today):

"Este filme é de Gadot, e ela é electrizante como Wonder Woman, um papel onde se estreou no ano passado em 'Batman v Superman: Dawn of Justice' com grandes elogios da crítica. Separando-se da triste bagagem que o filme acarreta, a actriz israelita brilha tanto nos momentos mais pequenos, como quando levanta um tanque com as suas próprias mãos."

 

Alicia Lutes (Nerdist):

"É um alívio que Wonder Woman sobressaia onde os outros filmes da DC não conseguiram. A sua reflexão sobre o amor e a sua essência é subtil em muitos aspectos. As crenças e a fé de Diana na humanidade é um amor profundo, bem mais profundo do que em qualquer outro filme de super-heróis."

 

Kristy Puchko (CBR):

"Em vez de histórias sobre boas pessoas relutantes e inquietas, este filme desfruta das maravilhas e excitação de ser um super-herói. A expressão de Gadot ilumina-se quando Diana testa os seus limites e salta para a acção, salvando o dia."

 

Joshua Yehl (IGN):

"As sequências de acção são uma lufada de ar fresco no género dos super-heróis. Ela salta bem alto no ar, atacando com a força de um camião. Apesar de ela ser super resistente, ela não tem a invulnerabilidade do Super-Homem, por isso está constantemente a usar a espada e o laço para os ataques, enquanto se defende com o seu escudo e braceletes."

 

Angie Han (Mashable):

"Comparado com a maioria dos filmes sobre a Primeira Guerra Mundial, 'Wonder Woman' não é assim tão gráfico ou violento visualmente. Apesar disso, ao visualizarmos o nosso mundo através dos seus olhos, 'Wonder Woman' é revigorante na forma como nos mostra o quão horrível é a guerra – bem como o quanto está inserido na nossa cultura, e como é algo impossível de mudar."

 

Andrew Barker (Variety):

"'Wonder Woman' é o primeiro filme de super-heróis realizado por uma mulher, e isso vê-se de diversas e subtis maneiras. Por exemplo, apesar de Gadot ter uma vestimenta um pouco reduzida, a câmara de Jenkins nunca é usada de forma maliciosa ou gratuita – Diana está sempre enquadrada como uma personagem de poder, em vez de um objecto."

 

Lindsey Bahr (Associated Press):

"Ela é como Capitão América, mas na sua própria missão – tentar impedir o cruel general alemão Ludendorff (Danny Huston) e Doctor Poison (Elena Anaya) de prolongar a guerra, nunca se duvidando de que este show pertence a Diana."

 

'Wonder Woman' estreia esta quinta-feira, 1 de Junho, em Portugal.