Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

tvPRIME

O que os críticos dizem de 'The Fate of the Furious'

fast-furious-8-banner.jpg

 

O oitavo filme da saga 'The Fast and the Furious' está prestes a estrear, e as críticas parecem estar mais do que divididas.

 

Enquanto uns consideram 'The Fate of the Furious' como mais uma entrada de puro entretenimento, que se encaixa perfeitamente neste franchise, outros afirmam que este é o pior filme da saga até ao momento.

 

'The Fate of the Furious' estreia esta quinta-feira, 13 de Abril, em Portugal.

 

 

David D’Arcy (Screen Daily):

"Este oitavo filme do franchise 'The Fast and the Furious', realizado por F. Gary Gray (‘Straight Outta Compton’), é fiável, contendo uma ensurdecedora quantidade de acidentes de carros que vão manter a audiência alvo satisfeita, enquanto mistura novos elementos de forma inteligente."

 

David Ehrlich (Indiewire):

"'F8' é o pior destes filmes desde '2 Fast 2 Furious', sendo até capaz de ser pior. É o 'Die Another Day' deste franchise – vazio e genérico, comparado com os anteriores, desrespeitando a sua orgulhosa herança a cada curva. Como é o que o grande F. Gary Gray, cujo surpreendente remake de 'The Italian Job' expressou um enorme talento para o caos entre veículos, desperdiça o maior orçamento da sua carreira em algo tão aborrecido? Como é que Diesel e companhia, conseguiram aprender todas as lições erradas dos últimos dois filmes, dando-nos um episódio onde tudo parece tão falso, e onde a mensagem de que a família é o que importa, parece forçado.

 

Jim Vejvoda (IGN):

"'The Fate of the Furious' é um entretenimento que roça o ridículo, como seria de esperar. É sem dúvida melhor do que os trailers – que parecem mais uma paródia dos filmes 'The Fast and Furious' – sugeriam. Realmente, nenhum oitavo filme de nenhuma franchise consegue ser tão divertido e eficaz como 'Fate' consegue ser."

 

John DeFore (The Hollywood Reporter):

"Na sequência da morte de Paul Walker, um dos elementos principais dos anteriores filmes, o resultado não é assim tão grande como alguns fãs esperavam. Na verdade, recicla muitas das reviravoltas usadas nos capítulos anteriores, e mantém a acção de salvar o mundo nas ruas, caminho por onde o franchise entrou há uns anos atrás. Dá exactamente aquilo que os fãs esperam, para o melhor e para o pior. Será um choque, se desapontar tanto os produtores como o box office."

 

Owen Gleiberman (Variety):

"Mais do que qualquer filme anterior deste franchise, este extrai todos os elementos possíveis do cinema de acção, a todos os níveis. Um cyberthriller onde surge uma ameaça termonuclear, no qual a super-vilã, conhecida como Cipher (Charlize Theron), tenta ensinar ao mundo uma lição mortal. Este é também um drama familiar, que pega no ursinho de peluche Dominic Toretto (Vin Diesel) e arranja forma de o virar contra os seus amados camaradas, incluindo Letty (Michelle Rodriguez), com quem ele finalmente casou. O filme também apresenta momentos de violência sádica, que serve o propósito de actores como Dwayne Johnson e Jason Statham. Misturar todos estes elementos poderia fazer com que 'The Fate of the Furious' entrasse no exagero, mas o realizador, F. Gary Gray (‘Straight Outta Compton’), que mostrou uma tendência positiva para filmes de acção com ‘Set It Off’ (1996) e ‘The Italian Job’ (2003), prova que é um mestre neste género."

 

Leah Greenblatt (Entertainment Weekly):

"O argumentista Chris Morgan, que vai já no seu quinto filme da saga 'The Fast and Furious', esmaga a lógica e as leis da física como se de mosquitos se tratasse. Mas os filmes são bastante consistentes nos seus temas centrais de lealdade, irmandade e explodir com imensas coisas, mantendo sempre o grupo central de personagens. O filme termina com mais do que uma grande explosão, e o futuro deste franchise não está selado: Existem mais duas sequelas até 2021."

 

Mike Ryan (Uproxx):

"'The Fate of the Furious' não é nenhuma curta-metragem, e após três quartos da sua duração arrasta-se um bocado. Mas depois surge o show de misseis e de submarinos, voltando a arrancar a grande velocidade. Este não é meu favorito da série – que continua a ser 'Furious 7'. Estes filmes sabem o que são. Estes filmes sabem que entretêm. Eu diverti-me imenso a vê-lo. Pura diversão!"