(2º Dia) Syfy Fest – 3ª Mostra de Cinema Fantástico: ‘The Innkeepers’, Hobo With a Shotgun’ e ‘The Woman’

 

O segundo dia do Syfy Fest começou com a projecção do último episódio da primeiro temporada de ‘Game of Thrones’, seguido por uma sessão de quatro curtas, criadas pela Universidade Lusófona: ‘Mutter’, ‘A Dança do Sífio’, ‘A Estrela Mais Brilhante’ e ‘Quadro Branco’. Seguiram-se as longas-metragens, com ‘The Innkeepers’ a arrancar.

‘The Innkeepers’

Da mente de Ti West chega-nos ‘The Innkeepers’, um filme de terror psicológico que continua a manter a imagem de marca do realizador: celebrar o cinema de horror dos anos 80. Se alguns dos seus anteriores filmes, como é o caso de ‘The Roost’ ou ‘The House of the Devil’, idolatram essa década, ‘The Innkeepers’ acaba por ser o filme mais contemporâneo de West, apesar das alusões a este tipo de cinema permanecerem intactas.

Com um ritmo lento, onde o suspense e a tensão vai escalando , ‘The Innkeepers’ ganha ainda mais força com as interpretações de Sara Paxton e Pat Healy, que interpretam dois funcionários de um hotel, que está prestes a encerrar, mas que eles acreditam estar assombrado.
A dupla, juntamente com o argumento pausado, que se baseia muito no diálogo em prol de sustos fáceis, permite criar um elo entre os protagonistas e o espectador, que em tudo favorece quem gosta de uma história que se baseia mais nas personagens.

Um thriller de terror eficaz, que pode não agradar a todos os fãs deste género, dedicado mais a quem coloca o suspense em primeiro lugar.

Nota: 7 / 10

 

‘Hobo With a Shotgun’

A melhor palavra que poderá definir ‘Hobo With a Shotgun’ será mesmo, demente. Esta homenagem ao género exploitation nasceu a partir de um trailer falso, que concorreu e venceu um concurso lançado por Robert Rodriguez na altura da promoção de ‘Grindhouse’, tal como sucedeu com ‘Machete’. Em 2011 pertenceu à selecção do Festival de Sundance em 2011, tendo obtido críticas bastante positivas.

Este conta com um dos atores mais conhecidos dos anos 80, Rutger Hauer, no papel de Hobo, um sem abrigo que decide fazer justiça pelas próprias mãos. Hauer desempenha aqui um dos seus melhores papéis dos últimos anos, como um sem abrigo cansado de toda a maldade e tirania que reina na cidade, e que tem somente uma paixão: poder comprar um cortador de relva.

Um filme hilariante, excêntrico e violento, onde tudo é exagerado, tal com o género o “obriga”. Para fãs de ‘Machete’, ‘Planeta Terror’ ou ‘Black Dynamite’, decerto que ‘Hobo With a Shotgun’ não ficará atrás.

Nota: 7 / 10

 

‘The Woman’

‘The Woman’ pretende mostrar que por vezes a selvagaria e a violência nem sempre advêm dos sítios mais prováveis. Com uma crueldade e violência que não pretende ser escondida, Lucky McKee dá-nos uma visão grotesca de uma família que se vê à mercê de um pai bárbaro.

Mesmo os fãs do género decerto acharão que ‘The Woman’ é um filme díficil de digerir, muito devido a um argumento onde o pensamento machista impera, e onde as mulheres se vêm subjugadas às lúxurias e desejos de um “chefe de família”.
A figura que inicialmente se mostra como selvagem, acaba por ser a personagem mais “sã”, se assim se puderá chamar, ao contrário de uma família que vive de aparências.
Pollyanna McIntosh tem um excelente interpretação, como a selvagem que é raptada por Chris Cleek, também bem desempenhado por Sean Bridgers.

‘The Woman’ é um filme que não pretende exercer nenhum terror psicológico, ou de mera sugestão. Pretende sim dar um olhar directo, angustiando e causando repulsa ao espectador, tornando-se assim eficaz nos objectivos a que se propõe.

Nota: 7.5 / 10

 

 
 

Sem comentários

Seja o primeiro a deixar um comentário.

Deixe-nos o seu comentário


 

Vídeos tvPRIME

Notícias Recomendadas